Protetor para o metatarso

Não se preocupem. O blog ainda não possui patrocinadores, mas acho justo compartilhar com vocês aquilo que achei interesse e útil. Outro dia conversando com uma amiga do tango verifiquei que não sou a única a ter os pés calejados. Nunca fiz ballet clássico apesar de ser um sonho cativo, mas os meus pés são tão feios ( leia-se judiados) quantos de uma bailarina. Aí veio a pergunta: será que existe algo para protegê-los além do improvisado curativo?? A resposta é simples e cheia de esperança por aspectos melhores. Sim, existe! Olha que interessante esse protetor para o metatarso. Eu tenho calos nessa região. Infelizmente ainda não aprendi a distribuir o peso do corpo de forma uniforme e acabo sobrecarregando essa àrea. Isso serve também para aquele sapato de tango lindo, mas que não ficou muito confortável. Além deste existe no mercado palmilhas, protetores de silicone para os dedos, calcanhares e muito mais. Vou procurar na Capezzio e depois de experimentar comento com vocês. E aí, gostaram da dica??? 20110902-012037.jpg

Carioca Adriana Gronow lança linha de sapatos para dança

**Clique na foto para ampliá-la.

A querida leitora Alzira Oliveira enviou e-mail para o blog Tango Candango pedindo indicação de grifes de sapatos de dança para comprar no Rio de Janeiro. Recentemente, a professora Adriana Gronow lançou uma linha  para homens e mulheres fabricada por uma empresa argentina.

PERFIL

Adriana Gronow – Professora da Escola de Dança Jaime Arôxa (matriz Botafogo), psicóloga, pós -graduada em Terapias Corporais, psicoterapeuta Corporal e Somática em Biossíntese e Terapeuta Floral. Lançou sua linha exclusiva para atender à uma antiga dificuldade  de encontrar  sapatos que fossem confortáveis o suficiente  para dar várias aulas seguidas, evitando o cansaço e desgaste das articulações.Depois de mais de dois anos de uma busca incessante, a carioca encontrou uma fábrica Argentina para desenvolver um sapato com  elegância, conforto e estabilidade. Experimente você não vai querer tirá-los dos pés. Clique aqui e acesse o site. Contato: (21)8845-0774 ou 8838-9494

** Na barra à direita do video você encontra uma lista completa de grifes de sapatos recomendados. No Rio de Janeiro, você encontra ainda a grife da Sheila Aquino – também vendida em outras cidades.

Sapatos: faça uma escolha consciente e garanta saúde aos seus pés.

Permita que dançar traga apenas prazeres, sem dores

Em algumas das poucas fotos que eu ainda tenho da minha infância, nelas,já se nota que o amor por sapatos é antigo. Eu literalmente roubava os sapatos da minha mãe e algumas vezes fui com eles escondidas para escola. Para sorte dela, o meu pé cresceu. Agora divido os meus lindinhos com a minha irmã, que por ser mais nova imita o meu exemplo.

Gosto tanto de sapatos que admito a fraqueza. Sou consumista. Troco a opção de ter um guarda roupa novo por um sapateiro enorme. Vou te dizer que tenho pelo menos três que nunca foram usados, por machucar demais ou não caber no pé por causa do formato, que definitivamente passa longe de ser o mesmo do meu pé.

Mas não falo isso com toda felicidade do mundo. No cotidiano da vida já usei sapatos que machucam só porque são realmente divinos. Não cometam o mesmo erro  nem no dia a dia. Se o fizer terá conseqüências futuras, como joanete e outras. Ir ao podólogo só não vai resolver.

Dançar

Para quem está começando a dar os primeiros passos na pista de dança aviso que usar qualquer sapato não vai ser uma escolha inteligente. O conforto é a primeira palavra de ordem. Isso vai garantir saúde e liberdade para os seus pés. Quando usamos sapatos inadequados corremos o risco de adquirir bolhas,  machucados e de quem sabe, no outro dia,  nem conseguir colocar os pés no chão.

A professora de tango de São Paulo Cleo Beolchi dá um recado especial para os leitores do blog Tango Candango. “Se você gosta dos seus pés, joelhos, pernas, coluna, e pretende conseguir continuar dançando -andando, sentando, levantando- por vários anos, dê mais atenção aos calçados que usa para dançar”. Cleo confessa já ter usado sapato com número menor que o dela  só pela beleza e que se arrepende amargamente.

Quem ainda ficou na dúvida de como escolher o felizardo para arrastar aí vai as dicas selecionadas por Cleo Beolchi para sua segurança e saúde na hora de dançar.

Cleo Beolchi dá dicas preciosas para escolha dos sapatos. Foto: Arquivo pessoal

– Para as mulheres: o sapato precisa ser preso ao tornozelo, isto é, NÃO pode ser chinelo, tamanco, etc.

– O sapato tem que permitir a articulação do metatarso e dedos do pé.  O metatarso, é aquela parte da sola do pé, na frente que parece uma almofadinha onde a gente pisa. A sola do calçado precisa ser maleável, NÃO pode ser salto plataforma, anabela ou de madeira porque prejudica o movimento e as articulações.

– O solado NÃO pode ser antiderrapante, de borracha, por exemplo, ele precisa permitir o movimento de deslizar, para não sobrecarregar os joelhos.

– Leve seus sapatos de dança em uma bolsinha e troque somente quando for dançar. Ao tomar essa iniciativa você foge do risco de escorregar na rua usando calçados de dança e claro, garantirá a durabilidade dos calçados por mais tempo.

– Um sapato apropriado pode até ser comprado em  feiras, lojas, shoppings, brechós. Mas ela alerta para que você fique  atento às dicas acima. As lojas especializadas em acessórios para dança já oferecem produtos com essas características e você não precisa se preocupar tanto. No blog Tango Candango, na barra de ferramentas a sua direita você encontra o site de grifes de sapatos de dança nacionais e portenhos. Acesse.

Beijos e boa dança.