RJ: LiberTango gratuito na Academia Brasileira de Letras

 

A Academia Brasileira de Letras (ABL) promove na próxima quinta-feira (24) às 17h30, um concerto gratuito do grupo LiberTango, considerado um dos melhores grupos de tango do Brasil. O repertório é baseado nas intepretações dos consagrados compositores Astor Piazzolla e Carlos Gardel. A apresentação será no auditório Rui Magalhães Júnior, na sede da ABL no Rio de Janeiro. A entrada será liberada por ordem de chegada, não haverá distribuição de senha. O auditório tem capacidade máxima para acolher 300 pessoas.

Depois de bater recorde de público no Teatro Carlos Gomes, dentro do Projeto 7 em Ponto, o LiberTango sobe ao palco novamente com músicas de seu terceiro e mais novo disco, “Porteño” (Delira, 2010), em que incorpora pela primeira na trajetória do grupo o tango tradicional, com peças inesquecíveis de Carlos Gardel como “El Día que me Quieras” (parceria com Alfredo Le Pera e Juan Carlos Calderon), “Por una Cabeza” (com Alfredo Le Pera) e “Mano a Mano” (com José Razzano e Celedonio Flores).

Já o repertório instrumental consagra as quatro estações de Piazzolla, “Primavera Porteña”, “Verano Porteño”, “Otoño Porteño” e “Invierno Porteño”. Outro sucesso revisitado do compositor argentino é “Adiós Nonino”. O concerto também relembra sucessos dos outros dois discos do grupo, “LiberTango – A Música de Astor Piazzola” (Delira, 2005), e “Cierra tus Ojos y Escucha” (Delira, 2008).

O LiberTango é formado pelo cantor Marcelo Rodolfo, pelos irmãos Alexandre Caldi (saxofones e flauta) e Marcelo Caldi (acordeon) e pela pianista Estela Caldi, mãe dos dois instrumentistas. Além do vínculo familiar e afetivo que reúne o quarteto, os músicos compartilham da mesma paixão pelos ritmos portenhos, os quais têm divulgado no Brasil há mais de 15 anos, fortalecendo o diálogo cultural entre os países da América do Sul. A qualidade e a criatividade dos arranjos, assinados pelos irmãos Caldi, por sua vez, demostram a vitalidade do espírito tangueiro na música brasileira.

A série Música de Câmara na ABL tem a coordenação geral do acadêmico e musicólogo Luiz Paulo Horta e a programação e produção artística de Nenem Krieger. A apresentação do LiberTango é a penúltima da série anual, que se encerra em 1º de dezembro. É a chance do público reviver um ritmo recheado de magia, paixão, nostalgia, força e exuberância. Participação do contrabaixista Rodrigo Villa.

Serviço:

Concerto do Grupo LiberTango

Homenagem a Piazzolla e a Gardel

dia 24/11, quinta-feira, às 17h30
Teatro R. Magalhães Jr.

Academia Brasileira de Letras – ABL

Avenida Presidente Wilson, 203
Centro, Rio de Janeiro – RJ
Entrada Franca, por ordem de chegada

(não haverá distribuição de senhas)

Lotação: 300 lugares

Mais informações: Academia Brasileira de Letras

Site: www.grupolibertango.com

Anúncios

Gotan Project em Brasília

Por Julita Kissa

Em comemoração ao dia do Cerrado o Celebrar Brasília promove nos dias 10 e 11 de setembro evento no Museu da República, com atrações nacionais e internacionais. Neste ano, a quarta edição mais uma vez vem com o intuito de lembrar à sociedade do compromisso com a preservação do meio ambiente e do cerrado brasileiro.

O evento será gratuito. Como nas edições passadas, serão aceitas doações de mudas de espécies nativas do Cerrado, que serão plantadas em áreas de nascentes do Distrito Federal. Em troca, a organização garante aos doadores acesso ao setor privado, com visão privilegiada das atrações.

O destaque deste ano é o grupo Gotan Project, que se apresenta no dia 11 de setembro. Em 2007, o Gotan Project fez uma exibição gratuita na Concha Acústica. O trabalho caracterizado como “tango eletrônico” encanta a todas as faixas etárias, sejam elas ou não apreciadoras do tradicional tango.

Formado pelo argentino Eduardo Makaroff, o francês Philippe Cohen Solal e o suíço Christop Muller há 10 anos em Paris. A mistura das origens dos integrantes difundiu o eletrônico e o jazz ao tango argentino, espalhou pelo mundo o som inconfundível que rendeu mais de 2 milhões de cópias vendidas nos dois primeiros álbuns, “La Revancha Del Tango” e “Lunático”.

Agora, com o terceiro, “Tango 3.0”, a banda volta a Brasília em setembro para apresentar o novo repertório, que o programador e tecladista Christoph Muller define como “uma volta às origens”.

Eclético, o novo trabalho traz, além do tango e da música eletrônica, referências a gêneros do sul dos EUA, como o rockabilly e o som de Nova Orleans. A primeira faixa, “Tango Square”, inclusive, conta com a participação de um dos grandes ícones da cidade berço do jazz, o cantor, tecladista e band-leader Dr. John.

Serviço:

Museu da República

Gotan Project

Data: 11/09/2011

Entrada: gratuita

Informações: www.celebrarbrasilia.com.br

Curso gratuitos..

Dançar tango está mais próximo da população. A iniciativa é da carioca Ana Szerman e do argentino Guillermo Abrahman. Ambos, vivem em Brasília há um bom tempo e encontraram uma forma de presentear a cidade, que hoje é o lar deles, com aulas de tango em boa parte das cidades satélites. Avise aos conhecidos. É uma boa oportunidade para conhecer um pouco mais sobre essa arte, dança e estilo de vida. Espalhe essa semente.

Workshop de Contato Improvisação com Giovane Aguiar

O CURSO

Contato Improvisação é uma técnica de formação e autoconsciência do corpo.  Criada em 1972 pelo norte-americano Steve Paxton, esta técnica propõe um diálogo físico por meio da troca de peso e do contato físico entre as pessoas, o que possibilita uma profunda percepção de si mesmo e do outro.  Os movimentos que surgem da técnica lidam com a inércia, o momento, o desequilíbrio e o inesperado.

Outro ponto fundamental desta dança é o uso do tato como orientador do movimento, facilitador da entrega e potencializador de níveis mais sutis de comunicação não-verbal. Isso requer que você reconheça a identidade e integridade do outro, a partir da “escuta corporal”.

É certo que temos um corpo, mas que também temos limitada consciência dele. Não importa qual seja o sexo ou a condição do corpo, se você é rápido, alto, gordo ou magro, forte, flexível, se tem ou não aprendizado de dança, pois, o foco principal desta técnica está na qualidade e na consciência dos seus movimentos visando ampliar sua forma de expressão corporal e emocional.

Dentre os principais conteúdos estudados estão o domínio e compreensão do peso, pressão e tração, fricção, a percepção do toque e a condução, além de quedas e suspensões.

OS BENEFÍCIOS
Para quem acha que dançar é apenas para as pessoas que possuem ritmo e flexibilidade, tire completamente este pensamento de sua mente, pois, qualquer pessoa em qualquer idade pode começar a dançar.

Socialização, combate à depressão e à timidez, alegria, auto-estima elevada, melhora da capacidade cardiorespiratória, diminuição da pressão arterial, melhora da circulação periférica, perda calórica, fortalecimento muscular, proteção das articulações, atenua as dores, prevenção de problemas futuros posturais e de artrose e a disposição para encarar as dificuldades do dia-a-dia, são apenas algumas das transformações que os praticantes desta técnica adquirem.

MINISTRANTE
Desde 1992, GIOVANE AGUIAR ministra regularmente aulas  de Contato Improvisação e desde 1996, é diretor do Festival Internacional da Novadança desde 1996.

Nos últimos anos, participou de workshops e performances com o português Rui Horta; com os norte-americanos Carla Perlo, Cathie Caraker, Nancy Stark Smith, Daniel Lepkoff, Lisa Nelson, Steve Paxton, Karen Nelson, Katie Duck, Ray Chung, Ryuji Lee e Howard Sonenklar; com o venezuelano David Zambrano; com os japoneses Lee Oka-Ryuji e Hisako Horikawa; com a holandesa Angélika Oei; com o alemão Dieter Heitkamp e o espanhol Jordi Cortes Molina.

Como coreógrafo, criou os espetáculos: “Auto Retrato”, indicado para o prêmio APAC de 1993; “Mulheres” em 1996 – Portugal; “Zero” vencedor do prêmio Aluízio Batata de 1997; “Retratos” indicado   para  os  prêmios  Candango  de  Cultura  e Prêmio Ok de 1998; “Sol Num Quarto Vazio” em 1999; “Mezzanino” em 2000;  “Vertigem” apresentado no Dança Brasil em 2001 e “O Tratado das Meias Verdades” em 2005. ”

Seus trabalhos já foram vistos em Portugal, Chile, Argentina, Uruguai, Venezuela, Espanha e Alemanha. Em 1998, participou do VI Encuentro de Creadores na Venezuela.

QUEM PODE PARTICIPAR
Indicado para adultos a partir dos 20 anos e não é necessário ter experiência com dança.

DATA DO CURSO
De 14 a 18 de março de 2011 das 10h às 12h – Local a confirmar

INSCRIÇÕES GRATUITAS

Mais informações a seguir.