Segunda Noite de Tango Solidário

O Sexteto Ojos de Tango, Orquestra de Buenos Aires dirigida pela talentosa Ana Goldeberg, ex- integrante da orquestra Color Tango, se apresentou no  dia 9 de setembro, no Teatro Marista, em Londrina (PR). Durante o evento, realizado pelo Clube de Tango de Londrina, os presentes puderam conferir uma mescla perfeita entre os temas clássicos e atuais, com precisão e graciosidade.

O diferencial da noite foi a participação especial de 19 jovens que formam a orquestra da Associação Solidária para Sempre. Eles tiveram o prazer de dividir o palco com o sexteto e tocaram uma das composições de tango mais conhecidas – La Cumpartisa, de Gardel.

(E) Fabiano Silveira e Sheila Ludwig, Cristovão Christianis e Katiusca Dickow, Alexandre Bellarosa e Kátia Rodrigues. Foto: Arquivo pessoal de Cristovão Christianis.

A emoção também foi compartilhada com os dançarinos Fabiano Silveira e Sheila Ludwig, Alexandre Bellarosa e Kátia Rodrigues, Katiusca Dickow e Cristovão Christianis, vencedores do Campeonato Mundial de Tango, realizado em Curitiba no mês de julho.

Em entrevista ao Tango Candango, Cristovão Christianis falou da felicidade de participar de iniciativas como essa. “O teatro estava lotado, coisa difícil para uma segunda-feira à noite. Porém, a causa e o lindo espetáculo com Ojos de Tango e os bailarinos convidados fizeram com que a platéia fosse calorosa e aplaudisse de pé”, contou entusiasmado.

Toda a renda foi destinada à Associação Solidária para Sempre, fundada em 1999 por empresários da cidade com o intuito de dar oportunidade às crianças e adolescentes carentes.

Ojos de Tango

Som marcante e evolvente. Além de dirigir a orquestra, Ana Goldberg é compositora, cantora, arranjadora e pianista. Mas todo esse talento é dividido com parceiros de peso, que fazem de Ojos de Tango uma inovação no meio artístico. Entre eles, os violinistas Marcelo Pietro e Diego Lerendegui, que por 12 anos fez parte da orquestra de Osvaldo Pugliese e Color Tango. No bandoneón, Martin Cercconi e Emiliano Bonfiglio, fundador e membro da orquestra Típica Fernandez Fierro. Geraldine Carnicina, no contrabaixo, e a participação especial do percussionista Gastón Carlos.

Reportagem: Julita Kissa.

Edição de texto: Carolina Marócolo.

Crédito: TV Coroados -RPC, jornal Paraná TV 1ª Edição.

Agradecimentos:Graciela Piccardi, do blog Malena Tango, que me indicou o vídeo. Muito obrigada pela parceria.


Anúncios

Mundial de Tango contará com bailarinos do Brasil

Foto: Divulgação

Os brasileiros estão invadindo o circuito tanguero de Buenos Aires. Até o dia 31 de agosto acontece na cidade portenha o Festival e Mundial de Tango 2010.

A participação de profissionais de toda parte demonstra o amor por esse ritmo que ganhou o mundo. O evento é realizado pela Divisão de Festivais do Ministério da Cultura e do Governo da Cidade de Buenos Aires. As atrações são gratuitas. Para alguns eventos é necessária a retirada prévia de ingressos. Aulas, milongas com música ao vivo, exposições temáticas, feira de produtos, shows e muito mais.

Uma das atrações especiais é o Campeonato. Os melhores dançarinos do mundo vão disputar em duas categorias: Tango Salão e Tango Escenário. Para a felicidade dos amantes do tango teremos representantes ilustres este ano. Marco Salomão e Laure Quiquempois foram os primeiros colocados na categoria Salão. Cristovão Christianis e Katiusca Dickow se classificaram na primeira posição em Escenário e em Salão, segundo colocados. Sheila Aquino e Márcio Alexandre ocuparam o terceiro lugar na categoria Escenário.

Eles foram os ganhadores na etapa brasileira, realizada em Curitiba, no mês passado e estão a caminho de Buenos Aires. Os primeiros colocados vão com todas as despesas pagas e não participam da classificatória. Etapa esse que o casal Sheila Aquino e Márcio Alexandre terá que enfrentar.

No próximo sábado (28) os nossos representantes entram na pista. Nos dias subseqüentes os finalistas participam da competição no Estádio Luna Park. Na segunda, disputam os competidores na categoria Tango Salão e na terça (31) Tango Escenário.

Expectativa

Cristovão Christianis em entrevista ao TangoCandango fala da expectativa de participar do Mundial de Tango como representante do Brasil. “Esperamos chegar na final. O nível dos competidores de todo mundo é bem alto. Para ter uma idéia, no ano passado, um casal japonês venceu a categoria salão”, comenta.

Ele diz que a iniciativa de participar veio da parceira e esposa Katiusca Dickow, com quem administra as três unidades da academia de dança Oito Tempos. “Ela é apaixonada por tango assim como eu e o sonho de representar o nosso país em Buenos Aires acabou se realizando”.

A rotina deles é puxada. Além das aulas são eles que cuidam com muita atenção das academias. Aos fins de semana dão intensivos de dança e muitas vezes são impedidos de treinar como gostariam por falta de tempo. Cristovão fala que eles ensaiam por uma hora todos os dias.

Esta é a primeira vez que participam de um campeonato e a conquista do título de primeiro lugar teve um sabor especial. “Já havíamos conquistado o respeito e o reconhecimento do nosso trabalho na dança de salão brasileira. Mas a classificação pode nos relacionar mais ao tango e sermos convidados a participar de mais eventos”, ressalta.

Antes de se despedir Cristovão deixa um recado para os brasileiros que estão na torcida pela representação do país na dança portenha. “Muito obrigado por todas as manifestações de carinho e apoio que temos recebido, continuem torcendo por nós”.

Todos na torcida? Abaixo as fotos dos competidores brasileiros.

(E) Laure Quiquempois, Marco Salomão (D) Márcio Alexandre e Sheila Aquino