Dicas para turistas em Buenos Aires e boa viagem


Fique atento às dicas para desfrutar a cidade sem contratempos

A razão desta postagem é muito simples. Informação nunca é demais. Quando se trata de viagem acho que a palavra de ordem é desfrutar e para isso, esteja atento às informações relevantes antes de correr para o aeroporto com a sua bagagem. Preparados? Leia o texto abaixo.

Leve sempre consigo uma identificação ou documento com foto diferente do passaporte (pode ser a carteira de motorista ou o seu documento de identidade) o qual lhe será exigido quando você pagar com cartão de crédito. Lembre-se, carteira de motorista não serve como documento oficial para entrar em Buenos Aires. Esteja com a carteira de identidade em mãos.

Evite levar o seu passaporte ou outros documentos importantes quando você  for passear pela cidade. Deixe-os preferivelmente em seu hotel (ou apartamento)  para evitar que por alguma razão os seus documentos se percam. Se preferir, faça uma cópia do mesmo para levar com você, mas é importante que o original esteja em um lugar seguro.

Fazendo troco de dinheiro Seu passaporte só será requerido para comprar pesos em qualquer banco ou casa de câmbio. Sem ele você não vai fazer qualquer operação cambial. Para nós brasileiros, devido ao MERCOSUL não é obrigatório o uso do passaporte. Mas ninguém deixa o Brasil sem a carteira de identidade – reconhecida como documento oficial com foto. Ele será requisitado na casa de câmbio.

Si quiser viajar de ônibus na cidade As passagens de ônibus são pagas em máquinas de moedas o que torna ainda mais difícil encontrar dinheiro miúdo.

Tome o cuidado com as notas falsas! Aquelas de maior valor são as mais susceptíveis de não serem originais.

Quando você parar um táxi na rua certifique-se de esteja escrito a palavra Rádio Táxi, isso significa que o carro é segurado com uma cabina central e, portanto, deve ser mais confiável e seguro.

Dias de chuvas fortes é possível que nos dias de chuvas fortes algumas linhas do metrô fiquem bloqueadas, criando um enorme caos no tráfego da cidade, especialmente nas horas de pico que normalmente são de 9h até às 11h e na tarde, das 18h até às 20h.

Pagar com bilhetes de $ 100Ar o pagamento de um serviço de táxi na cidade ou em um quiosque com notas de $ 100Ar não é muito bem recebido pelos vendedores. Se precisar pagar quantidades menores do que $ 20AR, tente conseguir notas de menor valor ou pergunte antes para evitar confusões.

Tenha cuidado ao atravessar uma rua em Buenos Aires os sinais de “Pare” não são muito respeitados nas ruas da cidade e os condutores estão mais dispostos a “esquivar” dos pedestres do que parar e deixá-los passar.

Sesta durante o dia Ainda é tradição em alguns bairros de Buenos Aires as pequenas lojas e quiosques a cultura da sesta – pausa para descanso- durante o dia. Alguns fecham entre as 16h e às 18h . Certifique-se de comprar o almoço antes de esses horários.

Restaurantes cobram serviço de mesa os restaurantes normalmente cobram uma sobretaxa chamada serviço de mesa que pode variar entre $ 2 e $10 pesos, dependendo do tipo de restaurante.

Comprar bebida alcóolica depois 22 horas alguns quiosques não vendem bebidas alcoólicas após esse horário.

Pagamento com cartão de crédito o pagamento com cartão de crédito não é muito comum nas lojas pequenas. A maioria dos comércios cobram uma sobretaxa de 12% por pagamentos com cartão de crédito ou aceitam somente débito. É também muito comum que os restaurantes aceitem dinheiro. Normalmente, só as cadeias de restaurantes e supermercados aceitam todos os cartões sem cargos adicionais e sem exceções.

Fins de semana no Buenos Aires os finais de semana são os melhores dias para passear em Buenos Aires. Seus parques, praças e avenidas centrais estão rodeadas por artesãos dos mercados, concertos e atividades para o público em geral que fazem desta cidade uma mavilhosa experiência para os turistas.

Tome cuidado ao pagar táxis com notas de 100 pesos. Há casos em que o motorista agilmente troca a sua nota original por uma falsa argumentando que a nota falsa é a sua. Ao final, ele ficará com $100Ar e o dinheiro que você pagará extra pela corrida.

Evite pegar taxis fora dos aeroportos de Buenos Aires, Ezeiza ou Aeroparque, há casos de roubo por falsos motoristas de táxi. Se você não reservou um serviço de traslado antes de sua viagem, então peça um serviço autorizado no estande oficial de táxi nos portões de desembarque.

Não deixe expostos os seus pertences pessoais valiosos no quarto do hotel. Evite tentações para o pessoal de serviços do hotel.

Deixe sempre sacolas e câmeras no seu colo quando se sentar do lado de fora dos cafés ou restaurantes, nunca as deixe no chão ou sobre a mesa. Os ladrões são mais rápidos do que a sua capacidade de reação. Tenha em conta que em países com grandes diferenças sociais, como a Argentina, há sempre pessoas com mãos ligeiras procurando viajantes desavisados; e se, por alguma razão, a sorte não estiver do seu lado e você se encontrar em uma situação de roubo, lhes dê o que pedem e os deixe ir. A sua segurança pessoal vale mais do que qualquer coisa.

Quando você estiver reservando um hotel ou comprando um pacote, note que a maioria dos tours e atividades não incluem translado em hotéis fora do circuito que engloba o centro, a Recoleta e que muitos deles, também não buscam passageiros em apartamentos. Olhe no mapa e não confie no “localizado a 10 minutos do centro em metrô”, pois os serviços do metrô podem apresentar deficiências que dificultam a sua mobilidade.

O transporte público é seguro e confiável e está disponível a noite toda. As estações de metrô fecham às 22h e não há taxa extra para transporte nos finais de semana ou feriados.

Buenos Aires é uma cidade na qual se pode caminhar. Traga sapatos e roupas confortáveis e se prepare para passar longas jornadas à pé.

Informações: BSAS4U clique aqui para acessar o conteúdo na íntegra.

Anúncios